A Diversidade toma seu espaço também nas buscas do Google e YouTube.

A diversidade nunca foi tão discutida como nos últimos tempos. O Google Brandlab divulgou uma pesquisa que mostra que este tem sido um dos assuntos mais buscados pelos brasileiros em suas plataformas de pesquisa e de vídeo, o YouTube.

As buscas por conteúdos relacionados ao feminismo, racismo, LGBTQI+, até maio de 2017, dobraram de volume com relação ao ano de 2012. Termos como “empoderamento feminino”, “igualdade de gênero” e “transgênero” foram os que tiveram os maiores números nas buscas.

Segundo a gerente de Insight do Google São Paulo, Amanda Sadi, o volume de busca pelo “feminismo” alcançou o mesmo volume do “racismo”. E quando se fala sobre os dois temas, o “feminismo negro” tem conquistado aos poucos seu lugar nas pesquisas, aumentando em 65% com relação a agosto do ano passado.

Esses dados mudam de acordo com a região do Brasil. No Rio de Janeiro e Espírito Santo, o feminismo lidera as buscas. Já em São Paulo, a atenção está voltada para os assuntos relacionados a comunidade LGBTQI+. Enquanto que em Rondônia, a diversidade étnica é o tema mais pesquisado.

Aqui na Bahia a principal busca entre os termos listados é pelo racismo, o que concretiza o estado como aquele que mais pesquisa sobre o assunto em todo o país.

Para saber mais sobre o crescimento dos termos de busca relacionados à diversidade, confira aqui o infográfico completo: https://goo.gl/VB6DNf

Imagens:
think with Google

Fontes:
think with Google: https://www.thinkwithgoogle.com/intl/pt-br/tendencias-de-consumo/dossie-brandlab-diversidade/
Estadão: http://emais.estadao.com.br/noticias/comportamento,buscas-no-google-sobre-feminismo-crescem-200-em-dois-anos-no-brasil,70002062987
Jornal O Globo: https://oglobo.globo.com/sociedade/estudo-do-google-revela-aumento-de-buscas-por-temas-relacionados-diversidade-21975144